ACADEMIA = AMOR + ÓDIO

Duplo sentimento que invade cada vez mais meu coraçãozinho na hora de treinar

Após incansáveis 35 dias indo para a academia malhar e fazer cardio, de repente, por causa de uma lesão na panturrilha, fiquei sem ir 2 dias seguidos.

Hm, mas idai?” Idai que parei para refletir em como meu corpo já está dependente do exercício físico, mas que ainda sente fadiga só de imaginar a suadeira e cansaço que rola durante o treino.  O que passou na minha cabeça nesse pequeno intervalo:

  • preciso puxar ferro
  • desistir
  • saudades dieta e rotina
  • quero comer doces loucamente
  • saudades suar
  • queria não sentir dor na panturrilha para continuar os treinos

Sim, nos 2 dias que não fui me exercitar isso foi tudo que passou pela minha cabeça. Essa mistura de vontades me fez pensar em como amo e odeio malhar.

@amandagmanera

img_0015

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que eu amo:  

  • a sensação de que me superei e fui mesmo sentindo preguiça;
  • me olhar no espelho e ver os resultados, mesmo que poucos até agora;
  • me sentir a melhor pessoa do universo enquanto ando de um aparelho para o outro;
  • sentir que estou fazendo bem para minha cabeça e para o meu corpo;
  • encontrar amiguinhas motivacionais na academia;
  • sentir aquela dorzinha boa no músculo;
  • comer uma comidinha bem natural depois, porque se tem uma coisa que eu sinto depois do treino é fome;
  • preparar minha playlist com as músicas que mais me “dão gás”;
  • consultar com meu nutri, Fernando Braga, para acompanhar a evolução da minha saúde e consequentemente do meu corpo.

@amandagmanera

 

O que eu odeio:

  • após uma estressante manhã, não conseguir dar o meu melhor no treino;
  • fim de mês quando a dieta está pra mudar (não consigo seguir nada mais que 1 mês);
  • malhar com aquela cólica chata que só as mulheres entendem (às vezes nem consigo terminar a ficha);
  • suar muito quando ainda não é dia de lavar cabelo (lavo dia sim – dia não religiosamente);
  • esquecer minha buchinha, gominha, chuquinha, como você preferir.

O que eu quero com isso tudo? Te mostrar que mesmo detestando fazer exercícios, a consequência é super válida! Independente do seu objetivo, experimente o gostinho da endorfina e depois me conta o que achou. Não precisa fazer musculação se já tentou e não se adaptou, ok? Temos vários exercícios à nossa disposição!

No meio desse dilema, amor e ódio por academia, dei uma mordida numa maça e uma mordida numa paçoca enquanto escrevia esse post. Até porque, tudo na vida é equilíbrio, não é mesmo??

Deixe-se despertar!

Beijos, Amanda Manera.

Postagens relacionadas